Engenharias Metalúrgica e de Materiais

O que você precisa saber sobre as Engenharias Metalúrgica e de Materiais?

1. O que é Engenharia?

A palavra Engenharia possui dois significados distintos. O primeiro, de origem da palavra latina engenhar, está relacionado a capacidade de projetar novas máquinas com base em conhecimentos e experiências prévias. Já o segundo, de origem da palavra anglo saxã engine, está relacionado com a capacidade de se reproduzir uma máquina com base nesses conhecimentos e experiências.

2. Engenharia Metalúrgica e de Materiais no Cotidiano


2.1 Como a Engenharia de Materiais revolucionou os celulares

Para que se possa montar um celular, é necessário o uso de diversas engenharias. Porém, a engenharia de materiais se destaca, pois a partir da descoberta de novos materiais e de seus usos foi possível revolucionar o aparelho celular.

O primeiro celular da história pesava 5 kg e um celular atual pesa cerca de 100g. O tamanho e peso dos aparelhos celulares teve uma mudança tão significativa desde sua criação graças à engenharia de materiais, que descobriu materiais para cumprir as funções necessárias no celular de forma mais eficiente, mais leve e ocupando menos espaço. As telas sensíveis ao toque e vidros mais resistentes são exemplos de avanços nessa área obtidos graças a Engenharia de Materiais.

2.2 Carros e a engenharia de materiais

Desde a sua invenção, há mais de 100 anos, a influência das Engenharias Metalúrgica e de Materiais nos automóveis sempre foi enorme!

A carroceria, por exemplo, é mais leve e flexível hoje, em oposição à época em que os primeiros carros foram produzidos. Essa mudança ocorreu em prol da melhora da segurança, pois agora a carroceria absorve de forma mais eficiente o impacto em batidas e não o motorista e passageiros.

Além da carroceria, praticamente qualquer outro componente do carro pode ser relacionado à engenharia de materiais. Outro exemplo bem interessante é o freio, no qual os materiais precisam ser bem avaliados, em conjunto com os utilizados nos pneus, para que o atrito entre o pneu e o solo seja ideal para a maior variedade possível de solos, dando enfoque aos mais comuns, como asfalto e terra.

2.3 A engenharia de materiais nas roupas

Poucos sabem, mas as roupas também dependem muito da engenharia. O material não pode ser inflamável e deve resistir a diversos agentes externos, como suor, sujeira e inclusive a urina.

Os engenheiros também são responsáveis pelo controle da qualidade dos alimentos.

2.4 A engenharia nos alimentos

É estranho pensar que os alimentos estão relacionados com a engenharia, mas, na verdade, os dois são bem próximos. Em todas as etapas de produção de um alimento, da fabricação ao transporte, a engenharia tem o seu papel, com destaque para desenvolvimento de fertilizantes e conservantes mais eficientes e menos prejudiciais à saúde.

2.5 A engenharia e a saúde

Muitos associam a saúde à medicina, mas a engenharia também tem participa desta área. Por exemplo, as máquinas de raios-X e de ressonância magnética foram projetadas e construídas por engenheiros; a análise do sangue dos pacientes também são realizadas por equipamentos desenvolvidos pela engenharia. Dessa forma, a engenharia providencia os aparelhos necessários para que médicos e outros profissionais de saúde possam examinar e tratar os pacientes.

2.6 Você sabia que....

... está em desenvolvimento um aplicativo que auxiliará o usuário de um carro no reparo do motor? Através da imagem do motor captada pela câmera, seu sistema reconhece e identifica todos os componentes do motor através de ícones, mantendo-os caso o usuário se movimente com o seu aparelho. Cada um destes ícones explica através de animações como deve ser realizado cada um dos seus possíveis reparos

... atualmente o prédio mais alto do mundo está sendo construído pela China? Parece que a engenharia ainda não encontrou seu limite. O Sky City (nome do prédio) será construído em um campo aberto na cidade de Changsha, na China, e terá aproximadamente 838 metros de altura, ou seja, 10 metros a mais que o atual arranha-céu mais alto do mundo, o Burj Khalifa, de Dubai

... foi inventado um supercapacitor que pode recarregar a bateria do seu celular em questão de segundos? Por uma estudante de 18 anos? Tal invenção também pode funcionar em automóveis com algumas alterações, e será implementada na indústria de eletrônicos, resolvendo um dos maiores problemas do ramo.

3. Áreas de Atuação

3.1 Engenheiro Metalurgista

Mercado de trabalho
Promissor, por causa da pequena oferta de mão-de-obra. As empresas têm contratado engenheiros mecânicos e de materiais para exercer as funções dos Engenheiros Metalurgistas.


Onde trabalha
Estes profissionais são requisitados por indústrias de diferentes portes, desde as que produzem pequenas ferramentas até as grandes metalúrgicas, empresas automobilísticas, aeroespaciais, navais, de construção civil e de eletroeletrônica.


Exemplos
A Petrobras é a empresa que mais contrata Engenheiros Metalurgistas no país (35 a 60 por ano). Eles atuam em inspeção, construção de dutos e refinarias e apoio nas plataformas.

3.2 Engenharia de Materiais

Mercado de trabalho
Muito requisitada, a carreira de engenharia de materiais tem registrado escassez de profissionais, com perspectiva de atuação em diversos setores.


Onde trabalha
O Sudeste é o maior polo empregador, com indústrias de metalurgia, plásticos e cerâmica em São Paulo, metalurgia e siderurgia na Grande Belo Horizonte e no Triângulo Mineiro e em petroquímicas no Rio de Janeiro. No Sul, predomina a indústria de cerâmica, com as áreas de pisos, revestimentos e porcelanas.

3.3 Quanto ganham os Engenheiros de Materiais e Metalurgistas

Engenheiros metalurgistas e de materiais formados na Escola Politécnica (POLI) da USP com 5 anos de experiência recebem em média R$7.500,00; com 10 anos de experiência, em torno de R$11.000,00; com 15 ano de experiência, R$14.000,00; e com 20 anos de experiência, R$20.000,00.

4. Onde Estudar

Universidade de São Paulo

Sigla: USP

Universidade Federal De Minas Gerais

Sigla: UFMG

Pontifícia Universidade Católica do RJ

Sigla: PUC-Rio

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Sigla: UFRJ

Universidade Federal Fluminense

Sigla: UFF

Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro

Sigla: UENF

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Sigla: UFRGS

Universidade Federal de Ouro Preto

Sigla: UFOP

Universidade de São Paulo

Sigla: USP

Universidade Federal de São Carlos

Sigla: UFSCar

Universidade Presbiteriana Mackenzie

Sigla: Não Possui

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Sigla: UFRGS

Universidade Federal De Minas Gerais

Sigla: UFMG

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Sigla: UFRJ

Instituto Militar de Engenharia

Sigla: IME

Universidade Estadual de Ponta Grossa

Sigla: UEPG

5. Como entro na USP?

Pela Fuvest!!!
Período de inscrição 23/08 até 09/09

 

 

 

1ª fase:
24/11: 90 testes


2ª fase:
05 a 07/01/2014: 3 provas escritas + redação

Marque em seu calendário
Curso Vagas Inscritos Relação C/V
Administração - Ribeirão Preto 105 1518 14.46
Direito 560 11304 20.19
Medicina 275 15517 56.43
Engenharia na Escola Politécnica 820 12680 15.46

6. Os cursos de Engenharia Metalúrgica e de Materiais na USP

Na POLI, os cursos de Engenharia Metalúrgica e de Engenharia de Materiais têm duração de 5 anos em período integral. Os dois primeiros anos são focados em matérias básicas (cálculo, física, química, geometria e lógica computacional), com algumas disciplinas específicas. Ambos os cursos são iguais nos três primeiros anos, sendo o terceiro ano composto por disciplinas teóricas características dessas áreas. Os dois últimos anos apresentam as disciplinas específicas de cada modalidade de engenharia e preparam o aluno para o mercado de trabalho, com horários disponíveis para realização de estágio e do trabalho de formatura.

  • Ciclo básico
  • Esse ano é muito importante por exercitar a abstração matemática e também a visão espacial, habilidades que todo engenheiro deve ter.
  • Ciclo básico
  • Nesse ano o aluno ganha conhecimentos mais específicos de sua área de estudo mas ainda básicos como novas ferramentas de cálculo, um pouco de física moderna e diversos conhecimentos com foco em materiais, partindo de interações atômicas até construção e leitura de diagramas de equilíbrio e uma pequena noção das fontes e aplicações de minérios.
  • Teoria aplicada
  • Os conhecimentos adquiridos neste ano são um aprofundamento do anterior e permitem ao aluno a compreensão de problemas frequentes do cotidiano e da indústria metalúrgica e de materiais.
  • Disciplinas práticas
  • Nesse ano, as matérias são bem específicas e práticas. Para a metalurgia são ministradas, por exemplo, matérias sobre aços para aplicações elétricas e outra para soldas enquanto que para a engenharia de materiais, estuda-se processamento de polímeros e síntese cerâmica.
  • Ano reservado para o Trabalho de formatura e Estágio.
  • O Trabalho de formatura é um trabalho de nível profissional e que deve ser realizado com a supervisão de um professor; ele pode ser feito utilizando equipamento do próprio departamento ou da instituição ou empresa em que estiver estagiando.

E depois?

Você também pode continuar a estudar fazendo uma
Pós graduação.

Realização

Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais da USP

Profª. Drª. Denise Crocce Romano Espinosa (Coordenadora)

Prof. Dr. Jorge Alberto Soares Tenório

Yuri Sato Sophia

Colégio Bandeirantes

Prof. Franco Alves Lavacchini Ramuno

Ana Gabriela Furlaneto Koga

Dimitri Assumpção Scripnic

Gustavo Ingegneri de Almeida

Marciel Silva de Almeida




Apoio




Produção